14 de janeiro de 2009

O GRANDE RETORNO

Oi!!!
Meus pais finalmente voltaram dos Estados Unidos e Pedro Henrique estava ansiosíssimo com essa volta. Fomos buscá-los no aeroporto e PH invadiu a sala de desembarque quando viu os avós. Agarrou-se com eles e quase não solta. O guardinha que estava na entrada disse que ele não poderia entrar, mas ele não desistiu. Foi lá falar com ele e pediu para ficar. Como ele não deixou, minha mãe teve que pedir que PH me entregasse sua bolsa para que saísse de lá. Depois que pegaram as malas, que se multiplicaram (eles levaram 2 e voltaram com 5), Pedro Henrique ficou sentado em cima delas, pedindo o trem que Tia Silvinha havia mandado para ele. Por falar nisso, o trem é lindo, todo de madeira, mas nos trouxe problemas. Pepê quer brincar e Luiza quer desmontar. Dá para imaginar a confusão que é!

E por falar em Luiza, a coisa fica feia quando vamos à João Pessoa. Pedro Henrique e Luiza são ótimos, mas separados. Quando se juntam... De início tudo são flores, mas com pouco tempo começam as brigas. Em um dia que Luiza apareceu na janela do quarto querendo brincar com Pedro Henrique ele disse: "Luiza você é muito trabalhosa. Ninguém aqui aguenta mais você. Você só vem pra cá quando sua mãe chegar, viu!" Para variar, morremos de rir.

Ele apareceu com umas coisas bem engraçadas nesses dias. Quando bocejou, perguntei se estava com sono e a resposta foi: "Não. Isso é o calor. O calor faz o vento empurrar minha boca pra cima e abrir." Uma comédia só. Ontem ele me disse que achava que estava com a pressão baixa. Aí perguntei por que ele achava isso e ele disse que Tia Azê tinha dito que quando a gente não come a pressão fica baixa. Acho que meu filho está ficando meio hipocondríaco.
Eu adoro aquelas sopinhas Vono e dia desses estava tomando, aí ele perguntou: "Mamãe, essa sopa é de mulher gorda?" Eu respondi, aos risos, que sim. Ele me perguntou se ele tomasse ficaria gordo e quando eu disse que sim, me pediu um pouco. Hoje ele me perguntou se os Backyardigans tem mamães. Quando disse que sim, ele perguntou porque elas sempre deixam eles sozinhos. Achei tão bonitinho. Foi como se ele achasse que todas as mães tem que estar com seus filhos o tempo todo.
Estamos ensinando as letrinhas para ele, que já sabe muitas. Não sei se vai gostar de estudar, mas graças à Deus, aprende tudo muito rápido. Por falar em aprender rápido, Luiza tem 1 ano e 10 meses e já sabe contar até 10. É a coisa mais linda, porque ela não fala direito ainda, embora dê para entender tudo. ("Um, dôi, tês, cato...) Lindo mesmo!!! Estamos todos muito orgulhosos dela.
Palavrinhas novas:
"Concorrência = é um papelzinho que dá pra outra pessoa e dá a caneta, aí ela marca quando vai jogar o lixo fora."
"Xuga de gelimônia = é uma fruteira. O meu pai é um cabeça de xuga de gelimônia."
"Quando eu tava tomando banho a água tava resmungando no meu carrinho." Acho que ele quis dizer respingando.
"Vaibosta = é um monstro que tem os pesinhos bem pequenininhos que ardem muito e que acaba com a Pucca."


Um comentário:

  1. kkkkkkkkkkkk adooro a linguagem dele.
    Xuga de gelimônia foi o melhor!

    ResponderExcluir